sábado, 25 de julho de 2009

Massa e a mídia

O acidente que aconteceu hoje com o piloto brasileiro Felipe Massa no autódromo de Hungaroring explodiu em segundos na mídia. O esportista foi atingido no capacete por um objeto, ficou aparentemente desacordado e bateu violentamente com o carro em uma barreira de pneus.

Imediatamente muitas questões foram levantadas. E a velocidade da informação é tão incrível quanto os desencontros da mesma. As primeiras notícias apontaram que o objeto responsável pelo acidente seria uma porca solta na pista. Depois informaram que era uma mola...que teria vindo do carro de Barrichelo...Ou não...(como diria Caetano).

Enfim, as informações chegam fragmentadas e confusas. Ao mesmo tempo que se sabe de quase "tudo", não temos quase "nada" de concreto. Ficamos perdidos com tantas notícias. As fontes são as mais diversas. E até mesmo a grande imprensa entra em contradição.

De acordo com informações atuais do site Terra: "Massa foi levado ao centro médico e, em seguida, ao Hospital Militar de Budapeste, onde passou por uma cirurgia por causa de fragmentos nos ossos do rosto. Sedado e com quadro estável, mas satisfatório, o piloto também teve diagnosticadas concussão, fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio"

Alguns jornais afirmam que o piloto brasileiro está bem após a realização da cirurgia. Outros jornais descrevem que Massa corre real risco de vida. Bem? Mal? (Como está o piloto?).

Com os recursos da comunicação as informações chegam velozes, mas em capítulos. Só o tempo é capaz de separar o joio do trigo. Enquanto isso, tentamos juntar as peças desse grande quebra-cabeça. Mas viva a comunicação!

Massa, torço por você.

Raquel Duarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário